Sindicato das Seguradoras
31 3271.0770

A FenaCap realizou, nos meses de abril e maio de 2015, uma pesquisa qualitativa que traçou o perfil e o comportamento de consumo dos clientes de títulos de capitalização. O levantamento foi realizado pelo Instituto Overview e ouviu 15 grupos de clientes e não clientes, das classes C e D, sem distinção de gênero, em sete capitais.

O resultado mostra que a aquisição da casa própria continua sendo o principal sonho do brasileiro. A surpresa ficou por conta do segundo lugar, que ficou com custeio dos estudos e desbancou a compra de um carro.

Os resultados indicaram ainda que, neste momento de incertezas da economia, as pessoas estão planejando e guardando mais dinheiro. Outro fato importante revelado pela pesquisa se refere ao prazo de carência, presente na maior parte das modalidades de títulos de capitalização, tendo em conta que foi apontado como um dos principais atributos positivos dos produtos, sinalizando que a maior parte dos consumidores precisa de um mecanismo como esse para desenvolver o hábito de economizar. A possibilidade de ser sorteado é vista como um incentivo adicional para manter o dinheiro guardado.

Entre janeiro e agosto, setor distribuiu R$ 661 mi em sorteios

Entre janeiro e agosto, o segmento de capitalização distribuiu R$ 661 milhões em prêmios para clientes sorteados de todo o País. O montante equivale ao pagamento de R$ 3,9 milhões por dia útil do período.

As reservas técnicas, valores relativos aos depósitos efetuados por clientes de títulos de capitalização e que são devolvidos sob forma de resgates, ao fim dos planos, cresceram 7,3% em relação ao mesmo período do ano passado, alcançando R$ 30,8 bilhões. O faturamento das empresas que operam no setor atingiu R$ 14 bilhões no período.

No mesmo período, o setor devolveu a clientes, sob a forma de resgates, um total R$ 11,2 bilhões, avanço de 13,5% em relação aos meses de janeiro a agosto de 2014. “Em momentos de incerteza na economia, as pessoas estão se preocupando mais com a formação de uma reserva financeira para emergências”, diz Marco Barros, presidente da FenaCap.

O executivo avalia que hoje há uma compreensão maior sobre o que se pode esperar das soluções de capitalização e que há modalidades para diversos perfis de consumo e renda, inclusive voltadas para pessoas jurídicas, que têm crescido bastante.

L.S.
Revista Apólice

Ano

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER E OUTRAS NOVIDADES