Sindicato das Seguradoras
31 3271.0770

Para viver um futuro seguro, é importante vivenciar o presente com responsabilidade e planejamento. É pensando nessa premissa que o SindSeg apresentou a palestra “Previdência privada para securitários: mais do que vender, porque ter”, no dia 9 de maio, em Belo Horizonte.

Ministrada por Sérgio Prates, economista e diretor da Comissão de Pessoas do SindSeg MG/GO/MT/DF, a palestra abordou a importância da segurança de uma previdência privada para quem vende esse seguro. Sérgio reforçou a importância de olhar para o futuro e apontou fatores que ressaltam a necessidade da previdência particular. Segundo o economista, o Brasil passa atualmente por um momento de mudança na pirâmide etária, uma vez que a população está envelhecendo e a taxa de natalidade é baixa, o que traz como consequência um déficit na previdência social. Existe uma crise no sistema previdenciário pois o valor da contribuição não consegue acompanhar a quantidade de aposentados no país, e por isso, ele reforçou a necessidade de uma reforma da previdência. “É um momento muito oportuno para discutirmos esse assunto que é de extrema relevância. É importante a preocupação do SindSeg com o mercado e seus profissionais, esse tipo de conhecimento precisa ser compartilhado e discutido pois agrega muito a todos”, destaca.

Prates ainda utilizou dados que evidencia a inviabilidade do sistema para o Estado, pois há uma previsão de que a população idosa represente um quarto da sociedade já em 2050 e a previdência social não consegue acompanhar esse envelhecimento, que representa hoje um gasto para os cofres públicos de 11% do PIB. Nesse cenário, é preciso pensar em alternativas rentáveis e a previdência privada é uma possibilidade importante e proveitosa e que deve ser considerada por todos, inclusive por quem trabalha vendendo planos de previdência. A conscientização dessa necessidade diante de uma realidade que precisa de mudanças foi destacada por um dos participantes da palestra, Omar Otaviano Dantas Meira. “Os vendedores também devem ter consciência que precisam desse tipo de capitalização. A previdência pública está fadada ao fim e o governo não tem como prover todos. A responsabilidade de cuidar de nós mesmos é apenas nossa”, ressalta ele. Regina Bentees também participou da palestra e considerou a fala de Sergio Prates muito produtiva. “A palestra foi muito informativa e conscientiza muito o corretor a cuidar-se e até a vender melhor”.

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER E OUTRAS NOVIDADES