Sindicato das Seguradoras
31 3271.0770

O pagamento de indenizações, benefícios e resgates, mesmo sem considerar o seguro saúde, ultrapassou a marca de R$ 151 bilhões em 2020, o que representa uma média de R$ 413 milhões que foram devolvidos para a sociedade a cada 24 horas no ano passado. O dado foi citado pelo presidente da Fenacor, Armando Vergilio, para ressaltar a relevância do mercado para o País, no evento virtual realizado nesta quinta-feira (29/04), no qual foram anunciados os vencedores da quinta edição do Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros, realizado pela Fenacor em parceria com a ENS e o apoio institucional da CNseg.

Segundo Vergilio, hoje, o seguro é visto com outros olhos e isso também é fruto do trabalho da imprensa, que tem aberto mais espaços para mostrar o quanto o setor é relevante para a sociedade brasileira. “O seguro está, agora, mais presente nos jornais, revistas, rádios, sites jornalísticos e tevês. Não é mais um ilustre desconhecido para a população. Ao contrário, já é melhor compreendido e desejado. Nós trabalhamos por isso e vocês levaram o resultado desse trabalho para a sociedade. Então, muito obrigado!”, acrescentou.

O presidente da Fenacor também comparou o papel desempenhado por jornalistas à atuação dos corretores de seguros ao longo da pandemia. Na avaliação dele, sem o empenho, a garra e a resiliência dos jornalistas, provavelmente os efeitos da crise seriam bem mais graves. “O nosso setor também se mostrou resiliente, forte e ágil para atender a uma sociedade atemorizada, ao longo da pandemia”, acentuou.

Vergilio lembrou ainda que, por iniciativa da Fenacor, logo abraçada pelas seguradoras, ainda no início da crise, o mercado assegurou o pagamento de indenizações às vítimas, inclusive nos casos em que os contratos estabeleciam exclusões para esses riscos.

Para ele, foi em consequência disso que o setor de seguros constou entre os raros segmentos econômicos que encerraram 2020 em crescimento, ainda que tímido. “este crescimento está ainda maior neste ano”, salientou.

Fonte: Segs

Ano

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER E OUTRAS NOVIDADES