Sindicato das Seguradoras
31 3271.0770

Na busca de uma sociedade mais segura, corretores, seguradoras e entidades do mercado não estão sozinhos. Outro grupo de profissionais que utiliza o poder da informação para conscientizar a sociedade sobre a importância da segurança é o grupo dos jornalistas. Pensando nisso, a Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização, de Previdência Privada, das Empresas Corretoras de Seguros e de Resseguros (Fenacor) promoveu sexta-feira, dia 7 de dezembro, a solenidade de entrega da terceira edição do Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros, organizado pela Federação, com apoio da Escola Nacional de Seguros e da CNseg.

Realizado no Museu do Amanhã, cartão postal da cidade do Rio de Janeiro, o Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros valoriza produções jornalísticas em diferentes plataformas que abordam a cultura do seguro como tema principal. Foram premiadas 21 produções em sete categorias. O valor recebido pelo primeiro colocado em cada categoria chegou a R$30 mil, e os premiados receberam um total de R$315 mil em prêmios.

Premiação acadêmica

Além das produções jornalísticas, também foram premiados artigos acadêmicos produzidos pelos professores da Escola Nacional de Seguros, como forma de valorizar as contribuições do corpo docente da instituição para a ciência e o mercado. Com a obrigatoriedade de serem produções científicas inéditas, 28 professores de todo o país inscreveram seus trabalhos. Desses, três foram selecionados como destaque e um deles se consagrou vencedor.

Raquel Ferreira da Silva, professora da unidade Minas Gerais, conquistou o primeiro lugar e recebeu o prêmio de R$5 mil junto com uma placa comemorativa oferecida pela Escola, pelo artigo intitulado “Lei geral de proteção de dados e seus reflexos no mercado de seguros”, produzido especialmente para a ocasião. “Foi uma grande surpresa. Eu já estava muito feliz de ter sido selecionada entre os três melhores, e não esperava ganhar o prêmio principal. Os outros dois participantes selecionados são pessoas muito qualificadas, e com participação solidificada no mercado. Foi uma emoção muito grande”, confessa a professora. Os selecionados para a segunda e terceira colocação receberam prêmios de R$3 mil e R$1 mil, respectivamente.

A cerimônia foi apresentada pelos jornalistas Anne Lottermann e Danilo Vieira, e reuniu profissionais da imprensa, autoridades, corretores de seguros e dirigentes do setor.

Conheça os vencedores do Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros aqui

Ano

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER E OUTRAS NOVIDADES