Sindicato das Seguradoras
31 3271.0770

No mês de fevereiro, o trânsito na maioria das cidades volta a ter as características da maioria dos meses do ano: mais carros pelas ruas, pois as férias escolares acabam. Com isso, é preciso lembrar dos cuidados para transportar os pequenos para a escola.

Se as crianças vão de carro para a escola, todas devem estar devidamente acomodadas nos dispositivos de segurança próprios à sua idade e tamanho. E para os maiores, o uso do cinto de segurança é fundamental, em qualquer percurso.

São eles: o bebê conforto para quem ainda não fez um ano de idade. Ele deve ser acomodado de costas para os bancos da frente e preso e o bebê deverá estar utilizando o cinto do equipamento. Já para as crianças de um ano até quatro anos, o adequado é adotar a cadeirinha, que usa o cinto do carro para ficar preso, caso não tenha ainda o isofix. Confira o equipamento que você usa. Já para quem passou dos quatro anos, é hora de usar o assento de elevação. Nesse caso, a criança já usa o cinto do carro para estar protegida.

Para quem dirige, é importante dar o exemplo: ponha o cinto de segurança antes mesmo de dar a partida no carro. Programe-se para sair com antecedência e sem atropelos.

Quem usa a moto para levar as crianças na escola, lembre-se que somente as maiores de sete anos, que alcancem a pedaleira, que consigam abraçar com firmeza a cintura do condutor e que tenham condições de se sustentar sozinhas, podem ser garupa numa motocicleta. O capacete deve ser adequado ao tamanho da cabeça da criança e com a fivela atada.

Se as crianças vão de van escolar, o cuidado deve ser o mesmo, exigindo do condutor que acomode o número correto de passageiros no veículo e que cada uma delas esteja atada ao cinto ou cadeirinha própria. Cheque também se a van está com a vistoria em dia e regulamentada perante o órgão de trânsito da sua cidade.

A velocidade para quem se aproxima de área escolar deve ser de 30 km/h e a atenção para com pedestres e ciclistas deve ser ainda maior. Outro comportamento que protege a todos é nunca parar em fila dupla, pois isso prejudica toda a fluidez do trânsito e coloca todos em risco. Vale a pena estacionar o carro um pouco mais distante da entrada da escola e fazer o trajeto a pé com as crianças. Lembre-se também de estacionar somente em locais permitidos e desembarque as crianças somente pela calçada. Essa é a forma mais segura de tirar seus filhos do carro, sem colocar em risco a vida de ninguém.

Ensine as crianças a atravessarem pela faixa de pedestres, segurando os menores pelo pulso e os maiores pela mão. Até os 10 anos eles não têm percepção da distância e velocidade do veículo que trafega pela via. Então, todo cuidado é pouco e dê o melhor exemplo sempre!

SindSeg apoia o ONSV

O SindSeg MG/GO/MT/DF se preocupa com a educação no trânsito e em orientar a sociedade para a segurança nas ruas da cidade e estradas. Por isso, apoia o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV). O sindicato divulga o conteúdo informativo da instituição social em seu site, redes sociais (Facebook e Linkedin) e, com isso, estimula a adoção de hábitos seguros, como forma de diminuir os altos índices de acidentes de trânsito em todo o país. Contribua com a propagação dessas informações e compartilhe, curta e comente nossos conteúdos.

 

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER E OUTRAS NOVIDADES