Sindicato das Seguradoras
31 3271.0770

Crise econômica potencializada pela Covid-19 fez com que muitos brasileiros perdessem seus empregos e reavaliassem o orçamento com o intuito de honrar seus compromissos financeiros. Para quem tem filhos, o peso da pandemia é ainda maior. Afinal, oferecer um estudo de qualidade para propiciar o desenvolvimento mental e físico das crianças e dos jovens é o sonho de todos os pais. Ernesto e Susana sabem disso e, logo no início da pandemia, contrataram o seguro educacional, proteção que garante o pagamento das mensalidades da escola do pequeno Saulo caso percam renda numa possível demissão.

Desde que o pequeno Saulo chegou, há seis anos, muita coisa mudou na vida do casal Ernesto e Susana. A rotina dos papais de ‘primeira viagem’ foi adaptada para aproveitar todo o tempo livre com ele. O orçamento familiar também foi avaliado para que o casal investisse na educação de Saulo. Afinal, os pais querem oferecer o melhor para o seu filho quando o assunto é educação. Além de frequentar escolinhas de natação e de inglês, Saulo é aluno de uma renomada escola na capital mineira, muito famosa pela qualidade do ensino.

Sempre muito zeloso e planejador, o casal ficou apreensivo durante a pandemia, já que a Covid-19 impactou muito a economia, fazendo com que muitos brasileiros perdessem os empregos. Felizmente, Ernesto e Susana continuam trabalhando. Mas atento ao futuro de Saulo, eles decidiram contratar o seguro educacional, produto que assegura o pagamento das mensalidades caso percam renda se demitidos.

Mas não é só isso: o seguro educacional também viabiliza o pagamento das parcelas em caso de morte ou invalidez permanente/ total por acidente dos responsáveis. Geralmente, a cobertura básica vale para essas duas situações, enquanto a perda de renda é viabilizada por coberturas adicionais.

Assim como Ernesto e Susana, muitos pais recorreram a essa proteção durante a pandemia. Estima-se uma evolução de 40% na busca pelo seguro educacional em 2020 quando comparado a 2019. A alta deve se manter neste ano, como detalha o corretor de seguros de confiança do casal: “apesar da retomada gradual das aulas, a procura cresce, já que o seguro educacional garante a continuidade dos estudos dos filhos no caso de ausência do responsável financeiro, o que, infelizmente, tem sido comum na pandemia”.

Saúde e bem-estar dos alunos 

Além de aliviar o bolso dos pais quando o orçamento aperta, esse produto também pode oferecer atendimento emergencial aos estudantes. Tanto é que em algumas seguradoras ele é chamado de Seguro Educacional e Acidentes Pessoais, podendo cobrir despesas hospitalares e odontológicas por acidente e tratamento para problemas psicológicos ocasionados por bullying e síndrome do pânico.

Ficou interessado? Procure a instituição de ensino para saber mais detalhes. “A escola pode sugerir um combo de coberturas de acordo com o perfil dos pais e também viabilizar as coberturas contra acidentes numa única apólice”, recomendou o corretor de seguros.

Ano

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER E OUTRAS NOVIDADES